23 de set de 2010

Você tem vergonha do que?

Cercas coisas incomodam demais e timidez é uma delas. Lembro que quando eu era pequena, tinha tanta vergonha das coisas, que até para chamar minha amiguinha para brincar, eu pedia para minha mãe. Na epóca de adolescente, se gostava de uma roupa, de jeito nenhum eu entrava  na loja para perguntar o preço. Falar em público então, nem pensar. Não era raro alguém dizer: "fala para fora garota"! Graças a Deus com os anos melhorei bastante e até me considero comunicativa, mas é claro que tem certas situações que bate aquela vergonha.

Por exemplo: eu tenho 1,76m de altura e calço 37. Não sei se esta desproporção me faz ter menos equilibrio que as demais pessoas, mas o fato é que a queda tem grande atração por mim. Já perdi a conta dos tombos que levei e muitas vezes estava sozinha na rua e sem ninguém para dividir o mico. Lembram da personagem Tansinha, quando Claúdia Raia interpretou uma bailarina desastrada? Pois é, eu sou assim, esbarro em tudo, tropeço e morro de vergonha por isso.

Outra coisa que me deixa constrangida é minha mãe: sabem como é, todas as mães tem a mania de contar tudo sobre os filhos, tudo mesmo e ainda faz questão de aumentar um ponto, cada vez que conta um conto. Uma vez namorei um cara que de início não achava muito bonito, mas como beleza não põe mesa, ficamos juntos por quase 4 anos e um belo dia minha mãe soltou a pérola: "fulano, sabia que quando começaram a namorar eu tinha até medo de te conhecer... Paula falava que você era tão feio"!!! O pobre coitado ficou arrasado com a revelação e tive que me desdobrar para contornar a situação.
Claro que reclamei um monte com minha mãe, mas ela não se emenda, vira e mexa, lá está ela me envergonhando de novo. Acho que é prerrogativa de mãe, constranger os filhos na frente de outras pessoas e principalmente namorados.
Dia desses fui numa festinha infantil e para meu azar, fui chamada para participar de uma brincadeira no palco. Me enfiaram  numa roupa de palhaço e um cretino me lambuzou todo o rosto, imaginam a situação...todo mundo me olhando e eu querendo que o chão se abrisse! Só não fiquei vermelha porque minha cor natural não pemite.
Outras situações que me deixam envorganhada é cometer uma gafe, tipo ver uma mulher gordinha e perguntar se  ela está grávida. Infelizmente eu já fiz isso!!! Essa ninguém merece, dá vontade de enfiar a lingua no ...
Emitir ruídos fisiológicos em público então, jamé!
Adoro ir a praia, mas quando coloco o biquine, bate aquela vergonha. Em hipotése alguma fico desfilando pela praia, ou fico sentada na areia ou denro da água. Bem feito, quem mandou eu ter preguiça de fazer exercícios e exagerar nos doces!? Agora as arqui-inimigas celulites estão todas na minha região glútea, rindo da minha gula.
Também não fico super a vontade trocando de roupa na frente de outra mulher. Muitas pessoas não se incomodam e lembro de uma vez que vi várias senhores idosas conversando nuas no vestiário da acadêmia e achei bárbaro. Elas lá, com tudo de fora e conversando como se estivessem vestidas dos pés a cabeça.
Outro motivo de vergonha é falar errado ou ser chamada a atenção em público por algum motivo. Também me contrange certos tipos de comentários maliciosos e piadinhas de mal gosto. 
Como eu disse no início, timidez muitas vezes incomoda e dependendo do grau, pode prejudicar e muito a vida de uma pessoa. Sei que preciso melhorar alguns aspectos, sempre me achei melhor com as letras do que com as palavras e talvez por isso não tenha dado prosseguimento a minha carreira de professora. 
E você, tem vergonha do que?

2 comentários:

  1. Oi Paula! Nossa que texto interessante e bonito! Jamais pensei que vc fosse tímida, mas imagino que seja mesmo e muito! Quando à falta de equilíbrio veja se sua academia tem aulas de Pilates, ajuda pra caramba, eu tb tive meus momentos de queda a toda hora!!!! seu texto é muito revelador e acho que você iria adorar fazer terapia, eu fiz por cinco anos e me ajudou muito a controlar minha língua ferina e meu gênio briguento!!!! hahahaha...Mas ainda estou no processo. Quanto à minha vergonha lido com ela me escrachando e brigando não a assumo...fico pelada perto de qualquer um e olha que sou bem gordinha....(já me perguntaram se estava grávida!!!!! hj estou melhor mas a bunda continua...hahahaha). Acho que cada um tem uma maneira de lidar com a vergonha que está muito ligada mesmo com a auto estima, e quanto à sua mãe!!!! Dê um cascudo nela...pô nunquinha que ela poderia faze isso com você, fez sem querer mas vc tem que falar pra ela parar de fazer pois vc não gosta!
    beijocas queridona,
    Mari.

    ResponderExcluir
  2. Então, tudo que ele queria é Paula trás...

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita. Ficarei muito feliz se quiser deixar seu comentário.