15 de ago de 2011

Traição

Dia desses uma conhecida perguntou se eu considerava traição o marido visitar sites de pornografia. Não, eu não acho. Meu marido já foi assíduo frequentador desses sites e consome todo tipo de material deste segmento. Adora uma mulher pelada em poses duvidosas e estranhamente isto não me incomoda.
Acho que é por que ele faz as coisas as claras, ao contrário do marido da minha conhecida e quando eu me aproximo não fecha a página as pressas, como se tivesse cometendo um crime horrível. Ou então é por que ele acha que sou um dos seus amigos e não se incomoda em partilhar comigo suas "descobertas". Ou então eu estou moderninha demais...

Traição para mim tem mais a ver com quebra de confiança e não em folhear e babar em cima das páginas de uma revista. Consigo separar perfeitamente as coisas e não me sinto agredida por este fetiche masculino.
Ciúme e desconfiança praticamente não faz parte do meu relacionamento e costumo lidar com essas questão com muito bom humor. Com um marido que tem uma ex-esposa pegajosa, engravidou uma vizinha que mora em frente a nossa casa e tem um  emprego que muitos consideram sedutor, aja bom humor, que aliás eu tenho de sobra.
Para aqueles que ficaram preocupados em saber que meu marido engravidou a vizinha, isso já faz 15 anos e eu nem sonhava estar na vida dele!!! Acho que já disse isto antes...Voltando a questão da traição, eu sempre brinco que ele pode olhar, mas não pode tocar. 
Quando a farda dele descostura, mesmo que ele já esteja todo arrumado para sair, um mando tirar e costuro, se não, vai que alguma moça "bem intencionada" pede para fazer o serviço? E muitas vezes o conserto é no fecho rsrsrs.
Mesmo a ex-esposa sendo um chiclete, eu não discuto com ele e brinco: quem mandou ser gostoso? Agora aguenta!
O trabalho dele já nos mantém afastado, então quando estamos juntos fazemos de tudo para ser só alegria. Não perco meu tempo procurando chifres em cabeça de cavalo, por que ele passa as noites trabalhando. Nem fico ligando o tempo todo, procurando algum vestígio de traição. Não revisto roupas, nem carteira e muito menos o celular quando ele chega em casa.
E é claro que isto é mais pela segurança que ele passa do que por conta da minha discrição. Tudo bem que eu não sou uma mulher possessiva obsessiva paranóica e o comportamento dele é fundamental para que eu consiga ter clareza e durma tranquilamente todas as noites.
E vocês, como lidam com essas questões?

11 comentários:

  1. Eu sou tranquilona também. Somos sinceros. Se um dia um não quiser mais o outro é só avisar ....
    E com isso estamos juntos há seculos rsrs
    Quanto mais pegajosa a mulher, mais mulherengo é o homem!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Eu acho que ver revistas ou assistir a filmes pornográfico não são traição. Mas conheço muitas mulheres que não aceitam seus maridos vendo nada disso.
    Gente!!!!!!! Só porque casou não significa que o cara não tem vontade de fazer essas coisas!! Muito pelo contrário, é bom deixar o cara a vontade senão ele vai fazer tudo isso escondido. Afinal a raça com a qual nos casamos chama-se HOMEM.

    Bjs querida. Amei o tema!

    ResponderExcluir
  3. Não me importo com a pornografia se ela for compartilhada. Se for a sós, às escondidas, aí me incomoda sim! Considero traição se ele dedicar à essas atividades um tempo que deveria estar dedicando à mim, já que temos tão pouco juntos, por isso só aceito se for compartilhada comigo.
    Cada um com seus "pobrema", mas eu sou assim.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Eu acredito que antes de confiar no outro é muito bom confiar em si mesma...eu admiro isso, quem confia no amor que foi capaz de plantar no outro e por isso um ao outro se basta ou se completam.

    ResponderExcluir
  5. Ah Paulinha, eu desencano mesmo! Como vc disse, já temos o tempo tão corrido, pra que procurar chifre em cabeça de cavalo não é mesmo?!
    Acho que traição é muito mais do que isso.
    Eu, como você, não sou nada nada paranoica e nem possessiva. Vivo a vida da forma mais leve possível e tenho certeza, que dessa forma, vivo melhor do que as loucas desvairadas do mundo. rsrsr
    Bju grande!

    ResponderExcluir
  6. SOU CIUMENTA,ASSUMIDA..

    JA FUI DOENTE DE REVISTAR CARTEIRA CELULAR E TUDO SRSR MAS ME CUREI POR QUE SEI QUE CIUMES DEMAIS É DOENÇA..SABE NUNCA TIVE MOTIVOS DE DESCONFIAR DA PESSOA QUE ESTAVA AO MEU LADO MAS NÃO SEI ERA CRONICO,HOJE SEI ME CONTER...E EU SEMPRE TIVE UM PAPO ABERTO SOBRE ISSO ...TRAIÇÃO COMIGO SERIA UMA VEZ NÃO DARIA CHANCES ..SABE EU EM EXPERIENCIAS COM AMIGAS ATE MESMO COM UMA IRMÃ SEI QUE QUANDO FAZ UMA VEZ DIFICILMENTE NÃO FAZ OUTRA E ISSO É SÉRIO! EM CASA NUNCA TEVE ESSE GOSTO POR REVISTAS ASSIM OU SITES ..E VOU SER SINCERA A DIZER NÃO GOSTARIA DE VER A PESSOAS QUE AMO EM SITES PORNOS NÃO SEI LA NEM SEI POR QUE MAS NÃO SERIA UMA COISA QUE ME DEIXARIA DE ASTRAL LEGAL ...

    ACHO QUE NÃO SOU MODERNA SRSRS ..ATÉ SOU EM OUTRAS COISAS ..MAS NESSE NÃO..


    OTILIA

    ResponderExcluir
  7. Oi Paulinha!!!
    Concordo com vc em tudooooo...não ligo para essas coisas, ficar pertubando o marido, namorado, e afins por causa dessas bobeiras só atrapalha e incentiva eles a fazerem algo escondido, mesmo que seja só ver revistas ou filmes...

    Beijos e adorei o post Paulinha

    ResponderExcluir
  8. Que bom que tu tem uma relação tranquila com ele, Paula, Mérito dos dois, com certeza.

    Também não acho que visitar sites de pornografia seja traição. As opiniões se dividem quando se fala, por exemplo, em sexo virtual.

    Mais importante e abrangente do que fidelidade é lealdade e eu também nunca me prestei a revirar carteiras, celulares, e-mails e tal.

    ;)

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Paula!
    Bem, te falar a verdade, já vim aqui e li este post duas vezes, esta é a terceira. Estava pensando no que responder, em como ser sincera comigo também. Acho que nunca parei de fato para me avaliar. Não sou tão relax quanto você, embora também ache que ter ciúme de revista, filmes, etc, não tem nada a ver. Pelo contrário, eu sou a primeira a querer ver! kkkk Acho que coisas bonitas são para serem olhadas mesmo, e que em "veículos" midiáticos, que não oferecem nenhum "perigo" ou desrespeito, não há problema nenhum.

    Agora, certamente sou mais ciumenta do que o que você relatou sobre você, tem certas atitudes que eu não concordo, como por exemplo conhecer mulheres aqui pela internet, mas acho que isso é fruto de já ter tido muito estresse por conta deste problema e por nossa relação já ter sido muito desrespeitada no passado.

    Mas concordo e muito quando você diz que é preciso confiar em si mesmo e no outro. Sem confiança não há respeito e sem respeito não há amor que resista.

    Beijos, querida!

    ResponderExcluir
  10. Paula eu li o post e não pude deixar de comentar.
    Eu quase morria quando isso acontecia aqui em casa, eu chegava a passar mal, era eu sair e pronto la ia pra net, eu não importo de ver junto até gosto, mas eu me sentia mal pois ele escondia, um dia sentamos e conversamos sobre o fato.
    Falamos a noite toda, efeito hoje ele não faz mas isso, hoje eu sou segura não cobro mais e não procuro, ele quando quer ver um filme pergunta se estou a fim e assistimos juntos.
    Resultado sou exatamente como você é hoje, nossas brigas já eram, e sou muito feliz por aquela noite perdida chorando e discutindo a relação rs
    Ou seja a conversa é o melhor remédio do mundo

    ResponderExcluir
  11. Olá meu nome é Magno Oliveira administro o blog Folhetim Cultural, o qual hoje faço um convite a você. Conhecer este blog atualizado diariamente com notícias culturais, contos, crônicas, textos, poesias e poemas.

    informativofolhetimcultural.blogspot.com

    twitter: twitter.com/oliveirasmagno ou @oliveirasmagno

    twitter.com/folhetimcultura ou @folhetimcultura

    e-mail: folhetimcultural@hotmail.com

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita. Ficarei muito feliz se quiser deixar seu comentário.